Back :D

I can’t pump milk anymore!!! – PPPPFFFFTTTTT To the World!!! – With all this I lost it 😥

All of this happened in the worst possible time in my life, but I’m still here smiling… In reality, I realized that I’m beautiful, 30, with 4 children, I already overcame so much on my own… stronger even, so… Right now I’m kinda healthy lol and has lolng as there is health, our mind does miracles, right?

Called a breasteeding counselor and got some great tips on how to produce more milk… first one… relax and calm down… (if only she knew lol), second… lot’s of cuddling… smeling each other, lot’s of love… third one… women do this for millions of years, so… just give it time!!! – I’m more confident now, so, let’s see if it works… ahhh and tons of water, but that one I already do it 🙂

My older daughter… well, it has just began, but… things are on a good track and for now ther’s nothing else to be done, just give it time 🙂
Gui and Bia are soooo cute today… Robin Hood and my little Princess!! – I had a talk with them, and they are sad but confident.
My tiny innocent little baby… it feels like he knows and he cries so much… but I’m in mother goose mode, and I’m there before the last ‘h’ in the “ahhhh” 🙂
Unbelievable… 4 months and babies sence so much already!!!

Next week I have 4 more things to do… all scheduled already 🙂

Because I still exist hehe, I went to the hairdresser last week… I have a brand new haircut that I really like… yesterday I went to the salon again and did my hair, eyebrows and makeup 🙂
I really feel good about myself!! – I deserved it!

Ohh and to top it off, got lot’s of the other gender attention… “me was” happy yesterday hehe
A friend gave me lot’s of neclaces and bracelets… I love them!

The only downside of all this, is that I’m having a hard time sleeping… but that’s life, can’t do anything about it and no one helps me in that “department”…

I truly believe that in less then a week, I went through, saw, felt, overcame, decided so MUCHHHH… it could be over already, no? – Off course not… I could really use some understanding and a vacation!!!

So… this post is to “voice” my feelings and to let people that love me, know that I’m better!

There’s nothing that can’t be solved, only death… like a friend said last week 🙂

Lot’s of kisses!!!!

And one elephant shoe to a certain someone…

Meus Filhos!!

Estes braços serão sempre vossos, serão sempre o vosso âmparo, não importa a vossa idade ou o vosso tamanho.
Hei-de sempre acolher-vos da mesma maneira e com a mesma intensidade com que vos acolhi no dia que nasceram.
O meu amor, será sempre a vossa fonte de segurança, saibam sempre que terão um coração aberto para vocês.
Não interessa quem serão, o que farão, onde estarão… eu estarei sempre de braços abertos e perto de vocês!

SER MÃE!

Entre os muitos dons da vida, existe um cuja grandeza não tem par.
É o dom de ser mãe. É singular, nobre trazer ao mundo um outro ser.
Dom único, outorgado por Deus somente à mulher.
Assim, ela tem uma efectiva participação no plano divino, que é o de participar do milagre da vida!
Ser mãe é a partir de a concepção, estar presente do desenvolvimento lento e gradual do pequeno ser que se vai formado no seu ventre, cada dia sentindo uma sensação nova que vai tomando conta do seu mundo fazendo dela mais mulher.
Essa mãe sonha todos os dias com o nascimento do seu bebé, para o grande e especial momento de apertá-lo em seus braços.
É um momento sem igual contemplar com orgulho uma vida que saiu de si e que de agora em diante pertence-lhe.
A partir daí, uma série de surpresas acontecem.
Tudo é alegria e felicidade que fazem esquecer a angústia de noites mal dormidas e das dores sentidas!
Essas alegrias e dores são também divididas com os familiares e amigos que realmente consideram e preocupam, enfim, aqueles que, direta ou indiretamente fazem parte do seu relacionamento.
Para ser mãe não existem estudos preparatórios, nem diplomas com esse título. O único requisito é o amor.
Amor que é incondicional, jamais visto e sentido.
Alguém já disse que a criança é carregada no útero da mãe durante nove meses, contudo, é importante lembrar que ela é carregada eternamente, no seu coração.
Dizem também que a mãe pára de se preocupar com os filhos depois que eles se casam.
Também essa afirmativa deve ser reconsiderada porque com os filhos casados, a mãe adquire novos filhos (genros e noras) para estarem igualmente no seu coração.
Pensam alguns que o trabalho da mãe termina quando a última criança sai de casa. Por certo esses pensadores nunca tiveram e nem pensaram na existência dos netos e na continuidade do seu amor.
Ser mãe não é apenas dar à luz, mas aquela que participa da vida, de toda a vida de seus filhos enquanto estes viverem e mais além!
Ser mãe, verdadeiramente, não é fácil, mas é gratificante, dá prazer e alegria. Ela protege os seus filhos de tudo e de todos.
Sabe disciplinar, dar o beijo e dar mimos.
Faz tudo pelo filho com primor, inclusivé dar colo na hora do desespero.
Ser mãe é ser guerreira, forte e determinada, não se deixando paralisar na estrada.
É cem por cento dedicada, ignorando o seu humor, qualquer que seja o seu estado.
Ser mãe é educar, uma das coisas bonitas e forma de demonstrar amor.
É formar, ajudar a crescer, respeitar, orientar, dar liberdade e também impôr limites com bom senso.
Dar a mão e largá-la quando for preciso.
A educação é um desafio e um acto de coragem, pois precisam de valores, orientações seguras e definidas.
Por muito tempo os pais são a bússola dos seus filhos.
Assim, é preciso que tenham consciência qual o seu rumo.
Desenvolver paciência e generosidade sem limites incorporando o amor incondicional, com quais os filhos aprendem as relações respeitadoras, direitos e deveres, relações honestas e amorosas.
Ser mãe é ser a luz que conduz.
Nos dias de hoje, cada vez mais essa necessidade aumenta, pois vivemos num mundo carente de princípios, de autenticidade e referências sólidas, para que os filhos não sofram influências erróneas.
Embora triste a situação, vemos grandes exemplos, ao contemplarmos o quadro vivo de mães que lutam pelos seus filhos, excepcionais.
Elas muitas vezes mostram-se exaustas, mas serenas, por se sentirem resignadas diante da realidade dos seus filhos de várias formas mutilados, tortos e magoados.
Creio que no íntimo elas não vêem os seus defeitos.
No seu coração eles são perfeitos.
Todavia, não podem fugir do mundo real.
Muitas são as preocupações que trazem mais rapidamente rugas na cara e cabelos brancos.
Estes sinais reflectem as mudanças orgânicas, as quais estão fora do seu controlo e a vida aos solavancos.
Mas diante das suas experiências não desesperam, continuam a confiar na sua capacidade de Mãe, na força do seu amor, do qual recebem todos os dias a provisão das suas necessidades através de vidas preciosas.
Ser mãe é estar também em cada instante intercedendo junto a Deus pela vida de seus filhos.

Mães e filhos todos sabem que se amam.
É importante declarar esse amor.
É sempre necessário e valioso dizer: “Eu amo-te”.